O que é WebP?

O WebP é um formato de arquivo que foi desenvolvido pela Google em 2010. Ele oferece uma taxa de compressão mais alta para imagens, enquanto mantém a sua qualidade intacta.

Webmasters e desenvolvedores podem criar imagens com tamanhos de arquivos menores, para que possamos carregá-los mais rapidamente.

Este formato usa métodos de compressão mais poderosos, tanto do tipo lossy quanto do lossless, se comparado aos formatos PNG e JPEG.

Compressão sem perda (lossless) significa que cada bit dos dados originais vão se manter os mesmos depois que o arquivo é extraído. A compressão sem perdas do WebP permite reduzir o tamanho de imagens em até 26%, se comparado ao PNG.

Por outro lado, há também a compressão do tipo com perda (lossy), que geralmente reduz o tamanho do arquivo ao remover uma certa quantidade dos dados originais.

Usando programação preditiva para codificar a imagem, o WebP do tipo com perda oferece uma qualidade comparável com o JPEG, enquanto reduz os tamanhos de imagem de 25% a 34%.

As Vantagens
Como notamos anteriormente, tamanhos de imagem menores podem fazer uma grande diferença no seu site – isso ajuda a página a carregar mais rapidamente.

Outro benefício é que podemos economizar na largura de banda, especialmente se o seu site está cheio de imagens. Isso acontece, por exemplo, se você está administrando um blog de viagens ou de fotografia, entre outros.

Para entender melhor a diferença, vamos olhar para uma breve explicação dos formatos JPEG e PNG.

JPEG (ou JPG) – este formato é ótimo para imagens com muitas cores, e é a opção preferida para imagens estáticas. Contudo, geralmente existe um lado negativo: você vai perceber uma pequena perda na qualidade de imagem, por causa da compressão.

PNG – é excelente para manter a qualidade de imagem, mesmo quando está comprimido. Este formato geralmente se encaixa bem para imagens com muitos dados ou pixels. Por exemplo, no caso de logos, imagens cheias de textos e ilustrações. Contudo, ele não funciona muito bem com fotografias.

O WebP combina e oferece o melhor dos dois formatos. Enquanto ele proporciona um formato 25-34% menor do que o PNG ou o JPEG, ele também permite manter a qualidade da imagem.

Para ter uma ideia melhor, dê uma olhada nas imagens da galeria de WebP da Google. Como podemos notar, não dá para realmente ver uma diferença de qualidade entre as imagens em JPEG (na esquerda) e as imagens em WebP (na direita).

Quando você vai checar os arquivos, contudo, irá reparar na diferença: as imagens WebP são de 32% a 34% menores do que os JPEGs.

As Desvantagens
Dados os benefícios que esse formato de imagem tem a oferecer, é importante também mencionar algumas das suas limitações.

Primeiramente, tudo bem que alguns dos principais navegadores do mercado – incluindo Google Chrome, Firefox e Opera – já suportam o formato WebP. Contudo, o Safari e o Internet Explorer ainda não trazem suporte.

Considerando as tendências atuais, esperamos que esses navegadores irão seguir esse caminho em breve.

Outro problema para um webmaster que quer usar este formato para o seu site é que o WordPress atualmente não suporta imagens WebP. Isso significa que não podemos simplesmente fazer upload de arquivos WebP para a biblioteca de mídia do WordPress. Porém, já existem plugins para fazer isso.